António Durão MPT

O Movimento Partido da Terra (MPT) vai concorrer às eleições autárquicas na Figueira da Foz, em 2017, com uma candidatura própria, pela primeira vez, disse o gestor António Durão, candidato à Câmara Municipal por aquele partido.

O gestor e empresário de 47 anos, natural da Figueira da Foz, protagoniza a candidatura do MPT à autarquia e alega possuir “mais de 20 anos de experiência em projetos ligados à estratégia e à gestão, alguns internacionais”, estando a formar a equipa que o irá acompanhar nas próximas autárquicas.

“Temos uma visão estratégica para o desenvolvimento do concelho um pouco diferente das linhas orientadoras que têm sido seguidas e vamos torná-las públicas. Eu sou apenas o rosto mais visível da pirâmide”, disse à Lusa António Durão.

O candidato frisa que o centro da governação do MPT “será o cidadão” e que a candidatura se centra num dos motes do movimento fundado em 1993 por Gonçalo Ribeiro Telles, “fazer diferente”.

“Há alternativas em tudo. Há diferentes formas de ver e executar as coisas, não somos nem melhores, nem piores do que ninguém”, argumentou.

Nas últimas eleições autárquicas no concelho da Figueira da Foz, o MPT integrou a coligação Somos Figueira, com o PSD, CDS-PP e PPM, derrotada nas urnas pelo PS, partido que detém a presidência da autarquia.